Conheça mais sobre doação de órgãos

49_F00409_transplante-de-rim-renal-vida

O Brasil se destaca no cenário de doação de órgãos e tecidos, principalmente por mais da metade dos transplantes serem efetuados pelo sistema público. Segundo o Ministério da Saúde, 95% dos procedimentos são realizados pelo SUS (Sistema Único de Saúde).

Existem dois tipos de doadores: Os doadores falecidos e os doadores vivos (família ou não). No caso dos doadores falecidos, os órgãos somente serão retirados após se estabelecer o diagnóstico de morte encefálica e permissão dos familiares.  Este diagnóstico segue padrões rigorosos definidos pelo Conselho Federal de Medicina.

No caso de doador vivo, parentes ou não, podem ser doadores. Exames são realizados afim de se certificar que os órgãos apresentam um bom funcionamento. Há a necessidade de ter compatibilidade sanguínea ABO com o receptor, além de manifestar desejo espontâneo e voluntário.

No site www.outravidanovachance.com.br você encontra vídeos e depoimentos que incentivam a doação de órgãos. Além de informações em como ser doador, transplantes, dúvidas frequentes e novidades que envolvem a doação de órgão.

 

Os comentários estão encerrados.