Categorias
Notícias

Hospital do Rim e Hipertensão recebe reconhecimento de revista internacional

O suplemento The World’s Best Hospitals, feito pela revista Newsweek, classifica anualmente os melhores hospitais do mundo

O Hospital do Rim e Hipertensão (HRim), conveniado à Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), foi reconhecido como um dos melhores hospitais do mundo pelo The World’s Best Hospitals, suplemento da revista Newsweek, publicação internacional especializada em medicina e ciência. A instituição foi classificada entre as melhores no quesito especialidades médicas.

O HRim é conhecido nacional e internacionalmente como um Centro de Excelência em transplante renal e tratamento de doenças dos rins e, nos últimos vinte anos, tem sido o hospital que mais realiza transplantes renais no mundo. O hospital foi inaugurado em 1998 por um grupo de docentes da disciplina de Nefrologia da Escola Paulista de Medicina (EPM/Unifesp) – Campus São Paulo e tem a Fundação Oswaldo Ramos, instituição sem fins lucrativos, filantrópica, com autonomia administrativa e financeira, como atual mantenedora. Conheça mais sobre a instituição, clicando neste link.

Para classificar as instituições, a revista analisa parâmetros como recomendações de especialistas médicos, resultados de pesquisas com pacientes e indicadores-chaves médicos em hospitais. Confira a lista completa.

Fonte: Unifesp

Categorias
Notícia Destaque Notícias

Matéria sobre transplante exibida na Rede Globo

Matéria exibida no programa SP2 da Rede Globo, mostra que Estado de São Paulo é o líder em transplantes no país, e a maioria deles é de rim.

Veja o vídeo na íntegra.

Categorias
Notícias

Laboratório do HRim em destaque no NewsLab

O Hospital do Rim é reconhecido internacionalmente pela excelência em transplante e tratamento de doenças renais. Para isso conta com uma equipe de profissionais dedicados e empenhados em fornecer o melhor diagnóstico para o paciente.

O laboratório de analises clinicas realiza todos os exames primordiais aos seus pacientes. Em média são analisados 1.200.000 exames por ano utilizando equipamentos de ultima geração.

A Dra Silvia Regina Moreira, gerente e responsável pelo laboratório há 18 anos conversou com a equipe da revista NewsLab e contou como ao longo do tempo o laboratório se tornou especialista e referência na dosagem de imunossupressores.

» Leia a matéria na íntegra clicando aqui!

 

Categorias
Notícias

Conheça mais sobre doação de órgãos

O Brasil se destaca no cenário de doação de órgãos e tecidos, principalmente por mais da metade dos transplantes serem efetuados pelo sistema público. Segundo o Ministério da Saúde, 95% dos procedimentos são realizados pelo SUS (Sistema Único de Saúde).

Existem dois tipos de doadores: Os doadores falecidos e os doadores vivos (família ou não). No caso dos doadores falecidos, os órgãos somente serão retirados após se estabelecer o diagnóstico de morte encefálica e permissão dos familiares.  Este diagnóstico segue padrões rigorosos definidos pelo Conselho Federal de Medicina.

No caso de doador vivo, parentes ou não, podem ser doadores. Exames são realizados afim de se certificar que os órgãos apresentam um bom funcionamento. Há a necessidade de ter compatibilidade sanguínea ABO com o receptor, além de manifestar desejo espontâneo e voluntário.

No site www.outravidanovachance.com.br você encontra vídeos e depoimentos que incentivam a doação de órgãos. Além de informações em como ser doador, transplantes, dúvidas frequentes e novidades que envolvem a doação de órgão.

 

Categorias
Notícias

Matéria do Estadão “Doação de órgãos como obra de misericórdia”

Texto escrito pelo Dr. José Medina Pestana, superintendente do Hospital do Rim, professor titular da UNIFESP (Escola Paulista de Medicina) e membro da academia nacional de medicina.

 

» Clique aqui para ler a matéria.

 

Categorias
Notícias

Visita do Grupo Soul Alegria

formatadaPalhaços

 

Visita do Grupo Soul Alegria em todos os leitos do Hospital proporcionando acolhimento e momentos de descontração.

 

Categorias
Notícias

Artigo “Principles and performance after more than 11,000 transplants at Hospital do Rim”

Artigo publicado sobre o modelo pioneiro de saúde utilizado nos 11.000 transplantes realizados no Hospital do Rim.

» Clique aqui para ler o artigo.
 

Categorias
Notícias

Embate Médico

No dia 09/12/2016 os doutores Carlos Eiji Koga e Marisa Doher realizaram um embate com o tema “Diante de um doador falecido de 65 anos aceito para transplante, você é a favor ou contra restringir a alocação a apenas receptores com 65 anos ou mais?”.

 

Categorias
Notícias

XIII Encontro Científico da Equipe Multidisciplinar de Terapia Nutricional

 

Para se obter um bom resultado em um tratamento médico hospitalar é necessário trabalho em equipe. Com este enfoque, foi realizado no último dia 30 de Novembro de 2016, o XIII Encontro Científico da Equipe Multidisciplinar de Terapia Nutricional (EMTN) do Hospital do Rim, que teve como tema principal “Terapia Nutricional na Prática Clínica – Atualização de Protocolos”. Estiveram presentes membros da equipe assistencial, entre eles médicos, nutrólogos, nutricionistas, enfermeiros, técnicos em enfermagem, farmacêuticos, entre outros profissionais e estudantes de diversas unidades públicas e privadas de saúde.

 

 

Categorias
Notícias

Reportagem ‘Fila da vida’ sobre a fila de espera de transplante

Assista à reportagem do Jornal da Record (TV Record), exibido em 24/11/2016, sobre a fila de espera de transplante em São Paulo.

 

 

 

Categorias
Notícias

Doe Sangue

Por que doar Sangue?

As doações de sangue salvam vidas e fazem a diferença para muitos pacientes todos os dias.

Sua doação é muito importante para o Hospital do Rim!

Doe sangue! Peça aos seus familiares e amigos que doem sangue!

Para ser doador é preciso:

  • Estar bem de saúde;
  • Ter entre 16 e 69 anos (menores de 18 anos necessitam de autorização do responsável legal);
  • Pesar no mínimo 50 Kg;
  • Não estar em jejum, mas evitar alimentos gordurosos 3 horas antes da doação;
  • Ter dormido pelo menos 6 horas nas últimas 24 horas;
  • Não estar com febre, gripe ou resfriado.

O doador deverá levar documento oficial com foto (identidade, carteira de motorista, carteira de trabalho, certificado de reservista ou carteira do conselho profissional).

POSTO DE COLETA:

Banco de Sangue – UNIFESP

Rua Dr. Diogo de Faria, 824

(esquina com Rua dos Otonis)

Segunda a Sexta-feira das 08:00 às 17:30 h

Sábado das 08:00 às 13:00 h

Telefone: 5576-4866

Categorias
Notícias

Doação de órgãos

No Hospital do Rim temos a equipe de captação de órgãos da Escola Paulista de Medicina, com o nome de Organização de Procura de Órgãos (OPO-EPM).

Esta equipe é responsável pela organização do processo que se inicia com o diagnóstico de morte encefálica, consentimento familiar e retirada de órgãos, na região demarcada pela Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo, que corresponde a 75 hospitais. Os plantonistas e os enfermeiros deste Hospital também participam do processo.

Para que este sistema de captação funcione muito bem a equipe tem suas atividades voltadas para periódicas visitas hospitalares, esclarecimento e informação junto à população por meio de campanhas e eventos organizados com a Associação Brasileira de Transplante de Órgãos (ABTO); palestras para estudantes de primeiro e segundo grau, estudantes de enfermagem, medicina, fisioterapia, educação física e direito; cursos e aulas para profissionais dos diversos hospitais, além da própria atividade da captação de órgãos.

Portanto, este setor tem contribuição primordial para consolidar o processo de doação de órgãos e tecidos no Brasil como uma atividade eticamente justa, através da transparência de nossas ações.


Como posso ser doador?

No Brasil, para ser doador de órgãos e tecidos, não é necessário deixar nada por escrito. Basta avisar sua família, dizendo: “Quero ser doador de órgãos.” A doação de órgãos e tecidos só acontece após a autorização familiar documentada. Quando a pessoa não avisa, a família fica em dúvida.

Como posso ter certeza do diagnóstico de morte encefálica?

O diagnóstico de morte encefálica faz parte da legislação nacional do conselho Federal de Medicina. Dois Médicos de diferentes áreas examinam o paciente e fazem o diagnóstico clínico de morte encefálica. Um exame gráfico, como ultrassom com Doppler ou arteriografia e eletroencefalograma (EEG), é realizado para comprovar que o encéfalo já não funciona.

Para quem vão os órgãos e tecidos?

Os órgãos são transplantados para os primeiros pacientes compatíveis que estão aguardando em lista única da central de transplantes da Secretaria de saúde de cada estado. Esse processo, além de justo, é controlado pelo Sistema Nacional de Transplantes e supervisionado pelo Ministério Público.

 

Central de transplantes de SP: 3064-1649

Central Nacional de transplantes: 0800 6646 445

ABTO: (11) 3283-1753/ 3262-3353

OPO EPM: 5572-8749

www.abto.org.br

DOE ÓRGÃOS. INFORME SUA FAMÍLIA

 

 

Categorias
Notícias

Aditivos alimentares de fósforo

A hiperfosfatemia é frequente entre pessoas portadoras de Doença Renal Crônica, especialmente naquelas submetidas à terapia dialítica, e pode ter consequências graves à saúde.

Nos últimos anos tem-se observado um aumentado no consumo de alimentos processados que utilizam aditivos à base de fósforo. Segundo a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), é obrigatório a descrição dos aditivos utilizados nos produtos alimentares como parte da lista de ingredientes de seus rótulos. Porém, tanto a leitura quanto a identificação dos diversos tipos de aditivos são dificultadas devido à forma como são apresentados.

Por essa razão, um portal na internet foi desenvolvido com o objetivo de facilitar a identificação dos produtos alimentares que declaram ou não a utilização de aditivos de fósforo em sua composição, além de descrever os tipos de aditivos empregados.

Acesse: http://www.fosforo.nut.epm.br

Categorias
Notícias

ATX- Associação dos Pacientes Transplantados – 2011

Neste ano de 2011, o Departamento de Humanização do Hospital do Rim e Hipertensão, trabalhou mais uma vez ao lado da ATX – Associação dos Pacientes Transplantados da UNIFESP, em prol da conscientização da população sobre a importância da doação de órgãos e a realização dos transplantes.

Novamente a atuação de voluntários da ATX durante a Campanha foi fator decisivo para o sucesso do evento. Contamos, também, com a colaboração da equipe multiprofissional, funcionários e demais colaboradores do Hospital do Rim e Hipertensão.

No dia 24 de setembro, recebemos a visita do grupo Amigos da Alegria para entreter os pacientes internados, funcionários e equipe multiprofissional.

[URIS id=43]

Categorias
Notícias

Humanização 2013

A humanização no Hospital do Rim e Hipertensão é coordenada pelo Serviço Social, voluntários da Associação dos Pacientes Transplantados e por toda equipe multidisciplinar. Desenvolve vários projetos visando à interação entre todos: equipe médica, enfermeiros, funcionários, nutricionistas, pacientes, familiares e colaboradores.
Fotos dos projetos desenvolvidos durante o ano.

MÊS DAS MÃES
ENTREGA DE PRESENTES PARA TODAS AS MULHERES INTERNADAS.

 

[URIS id=38]

Categorias
Notícias

Aditivos alimentares de fósforo

HiperfosfatemiaA hiperfosfatemia é frequente entre pessoas portadoras de Doença Renal Crônica, especialmente naquelas submetidas à terapia dialítica, e pode ter consequências graves à saúde.

Nos últimos anos tem-se observado um aumentado no consumo de alimentos processados que utilizam aditivos à base de fósforo. Segundo a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), é obrigatório a descrição dos aditivos utilizados nos produtos alimentares como parte da lista de ingredientes de seus rótulos. Porém, tanto a leitura quanto a identificação dos diversos tipos de aditivos são dificultadas devido à forma como são apresentados.

Por essa razão, um portal na internet foi desenvolvido com o objetivo de facilitar a identificação dos produtos alimentares que declaram ou não a utilização de aditivos de fósforo em sua composição, além de descrever os tipos de aditivos empregados.

Acesse: http://www.fosforo.nut.epm.br